Paraíba, quarta-feira, 12 de agosto de 2020
26° C
Busca

Blogs

Assessoria do TJPB

Por Assessoria do TJPB

20h04

Planejamento estratégico do Judiciário estadual é debatido em reunião com presidente do TJPB

Na manhã desta quinta-feira (2), aconteceu, por meio de uma videoconferência, a reunião ordinária de avaliação da estratégia e preparatória para encontro conjunto dos Comitês Orçamentários e de Priorização do Primeiro Grau. Os trabalhos foram abertos pelo presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos. Na pauta, temas de grande relevância para o Poder Judiciário estadual, como o cenário orçamentário e financeiro.

O presidente do Tribunal disse que a reunião durou mais de três horas e todos os setores do TJPB fizeram suas exposições relacionadas às realizações e projetos que estão em andamento e das metas futuras. “Essas metas serão traçadas e estarão nos próximos debates e em consonância com as diretrizes que serão definidas pelos Comitês e Comissões, que tratam das áreas de informática, gestão de pessoas, e outras. Essa reunião foi estratégica”, destacou Márcio Murilo. Ele disse, ainda, que um Tribunal sem planejamento, sem um rumo certo, sem um objetivo, sem uma missão específica a alcançar por uma meta previamente traçada, não funciona. “Eu confio plenamente nos Comitês e nas reuniões republicanas que irão ocorrer, pois servirão de parâmetro não só para minha gestão, mas, principalmente, para os futuros gestores do nosso Tribunal”, frisou.

Presidente Márcio Murilo
Também foram discutidos os projetos executados, os que estão em andamento e os que vão ser iniciados. Os participantes ainda avaliaram o acompanhamento da Estratégia do TJPB, com indicadores e metas, e revisaram a estratégia nacional para o próximo ciclo do planejamento. Segundo o presidente do Comitê de Priorização do Primeiro Grau do Judiciário estadual, desembargador Fred Coutinho, durante a reunião, cada diretor do Tribunal teve a oportunidade de expor seus projetos já concluídos, os que estão em fase de conclusão e as metas até o final desta gestão.

“Foi uma reunião muito proveitosa, com a participação do presidente do Tribunal. As discussões trazidas ocorreram em prol do Judiciário paraibano, sempre buscando o pleno exercício da cidadania e a excelência na prestação jurisdicional. Foi um debate franco e aberto, onde todas as questões que envolvem cada pasta foram trazidas”, comentou Fred Coutinho, que, ao lado do presidente do Comitê Orçamentário do TJPB, desembargador Oswaldo Trigueiro do Vale Filho, conduziu a reunião. Ele lembrou, ainda, que o Planejamento e Gestão Estratégica no âmbito do Poder Judiciário, para o sexênio 2015-2020, foi regulamentado pelo o artigo 7º da Resolução TJPB nº 11/2015.

De acordo com a gerente de Projetos e Gestão Estratégica do TJPB, Ana Caroline Leal Vasconcelos, houve o detalhamento dos indicadores que calculam a evolução do planejamento e mostram, visivelmente, o quanto foi avançado, a partir das metas estabelecidas. “Por último, foram apresentados os prazos do próximo planejamento, já com datas definidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os tribunais precisam se alinhar às diretrizes nacionais, levando em consideração o novo normal, por consequência da pandemia”, acrescentou. Os macrodesafios estabelecidos pelo Conselho compreendem o período de 2021-2026.

Participantes on-line- Ainda estiveram na reunião desta quinta-feira o juiz auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça e coordenador adjunto do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Medidas Socioeducativas (GMF/PB), Rodrigo Marques; o também juiz auxiliar da Presidência Meales Melo; a diretora de Economia e Finanças, Gisele Alves Barros Souza; o diretor de Gestão de Pessoas Einstein Roosevelt Leite; o diretor administrativo, Tony Márcio Leite Pegado; diretor de Tecnologia da Informação, José Teixeira Neto; e a gerente de Pesquisa e Estatística, Renata Grigório.

Por Fernando Patriota/Gecom-TJPB

Outras notícias do TJPB, confira no nosso site: https://www.tjpb.jus.br




*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal T5.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *