Paraíba, sexta-feira, 27 de novembro de 2020
26° C
Busca

Blogs

Rômulo Soares

Por Rômulo Soares

07h30

Mercado Imobiliário se reinventa em plataformas digitais

O advento da pandemia da Covid-19 provocou fortes mudanças nas vidas das pessoas, bem como na economia e no mercado imobiliário não foi diferente, que as incorporou, tornando-as uma nova realidade. Também nesse setor, com a suspensão da maior parte das atividades presenciais, o meio digital passou a ser o principal canal de vendas.

O novo cenário passa por sites diferenciados e atrativos, Tour Virtual 360º pelo projeto da obra, com acompanhamento da execução, que pode ser conferida no computador, celular ou com óculos VR (realidade aumentada).

Outro exemplo desse “novo” normal é a primeira versão virtual da Feira de Imóveis anualmente organizada pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc),  Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil (CBIC) e que tem a CAIXA como banco oficial do evento, que inicia amanhã (20) e segue até o próximo dia 28, com mais de 100 construtoras e incorporadoras que terão à venda casas e apartamentos residenciais, novos, em construção, e na planta, com valores que vão de R$ 110 mil a R$ 600 mil.

Uma das vantagens do novo formato será, além da redução da burocracia e permitir participar de qualquer lugar e comprar em diferentes regiões do Brasil, a disposição das incorporadoras em disputar clientes num ambiente virtual, saudável e seguro para a realização de negócios. Já os consumidores ganharão com a concorrência entre as empresas, que ocorrerá com poucos dias para o fechamento do negócio.

Outra vantagem de adquirir um imóvel na Feira está nas condições que boa parte das construtoras oferecem. Elas vão de ITBI e registro custeados pelas empresas, isenção de condomínio por um ano e até cozinha e varanda equipadas. Em algumas empresas o cliente compra o imóvel sem o pagamento de entrada. A Caixa participará acelerando o processo de análise de condições de financiamento imobiliário para os consumidores.

A Feira deve atingir cerca de 10 milhões de brasileiros e gerar mais de 1 milhão de interações entre consumidores e empresas.

A expectativa das empresas é bastante positiva, tendo em vista a disposição do consumidor, impulsionada pelo movimento de queda nas taxas de juros do crédito imobiliário, puxado pela redução da Selic. Contribui para isso a sinalização de investidores em fortalecer fundos imobiliários, o que motiva construtoras e incorporadoras a incrementarem os lançamentos de novos empreendimentos.

Os clientes que comprarem um imóvel na Feira e aqueles que tiverem avançado nas negociações para compra vão concorrer um carro 0 km.


O Programa Tambaú Imóveis & Negócios deste sábado (14) debateu todos os detalhes sobre “Financiamento Imobiliário”. No estúdio recebemos os Especialistas no Financiamento Bancário, Flávio Uchoa e Rodrigo Formiga. Acesse o link abaixo e confira todos os detalhes na íntegra.





*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal T5.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *