Rômulo Soares

Por Rômulo Soares

09h44

Através da sustentabilidade, construção civil dá sua contribuição ambiental

O setor da construção civil, mola propulsora de qualquer economia no mundo, tem incorporado ao seu cotidiano, tecnologias sustentáveis cada vez mais comuns, eficientes e baratas, que proporcionam uma grande influência positiva sobre o meio ambiente e atendem a exigências comuns da nossa sociedade, relacionadas aos cuidados com as pessoas e com a natureza.

Assim o ponto de equilíbrio consiste em garantir que antes, durante e após as construções, sejam feitas ações que reduzam os impactos ambientais, potencializem a viabilidade econômica e proporcionem uma boa qualidade de vida para as gerações atuais e futuras.

E isso passa pela reutilização de materiais, com reaproveitamento de resíduos, definição de alternativas para a exploração dos recursos naturais e adoção de novas formas de gerar e economizar energia, tornando, via de consequência, os processos economicamente viáveis.

Nesse contexto, há que se dedicar especial atenção à captação e reutilização de água; reciclagem e reuso de resíduos de materiais de construção; uso de placas solares para o aquecimento de água, uso de placas fotovoltaicas para geração de energia elétrica, uso de tijolos ecológicos, realização adequada do processo de descarte e gerenciamento correto do canteiro e das etapas da obra através do auxílio de softwares.

É bom lembrar que em 2018, o Senado aprovou um Projeto de Lei (PLS 252/2014), elaborado em 2014, que visa oferecer incentivos econômicos à construções que adotarem práticas de redução de consumo de água e maior eficiência energética. O PL precisa passar ainda pela Câmara dos Deputados.

Os benefícios decorrentes dessas boas práticas são inúmeros, a exemplo da redução de gastos, decorrente da otimização dos processos; dos incentivos fiscais nos âmbitos federal, estadual e municipal, que são cada vez mais comuns para as práticas sustentáveis no segmento construtivo e de mais conforto aos proprietários, garantidos por cuidados arquitetônicos sustentáveis relacionados ao controle térmico, de luz e demais fatores ambientais.

Outras vantagens são o maior apelo e conforto visual, gerado pelos mesmos fatores; melhor argumento de vendas, pois o conceito de sustentabilidade é cada vez mais valorizado no mundo contemporâneo. Ademais, essas práticas atendem a exigências comuns da nossa sociedade, relacionadas aos cuidados com as pessoas e com a natureza.


Assista ao programa do último sábado (16), onde entrevistamos os advogados especialistas em Direito Civil e Imobiliário Bruno Lemos e Vamberto Costa, explicando sobre renegociação de cláusulas de contratos de incorporação imobiliária, a possibilidade de revisão dos contratos de locação, bem como os seus parâmetros.





*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal T5.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *