Paraíba, sexta-feira, 27 de novembro de 2020
26° C
Busca

Blogs

carlosrocha

Por carlosrocha

11h50

Internautas levantam tag contra Carrefour após homem negro ser morto por seguranças da loja

Um homem foi morto por seguranças de uma das lojas do Carrefour em Porto Alegre. O caso aconteceu no bairro Passo D’Areia, nesta quinta-feira (19) e o caso ganhou grande repercussão. Na internet, usuários de redes sociais subiram tags pedindo justiça e apontando que a vítima, identificada como João Alberto Silveira Freitas foi mais uma vítima do racismo.

O crime aconteceu na véspera do Dia da Consciência Negra (que é nesta sexta, 20). O homem de 40 anos foi agredido, imobilizado e imagens da ação se espalharam pelas redes sociais.

Os dois suspeitos, um de 24 anos e outro de 30 anos, foram presos em flagrante. Um deles é policial militar e foi levado para um presídio militar. O outro é segurança da loja e está em um prédio da Polícia Civil. A investigação trata o crime como homicídio qualificado. O Carrefour e a polícia não divulgaram os nomes dos agressores.

O homem foi levado da área de caixas para a entrada da loja e teria, segundo apurou a Polícia Civil, iniciado a briga após dar um soco no PM. Na sequência, o rapaz sofreu uma série de agressões.

A delegada afirmou que, pelas imagens internas do supermercado, é possível confirmar que o PM trabalhava como segurança do local, o que o agente nega. “As imagens mostram que ele estava fazendo segurança”.

A funcionária que primeiro teria se desentendido com a vítima ainda no caixa também prestou depoimento. “Não vou especificar [o que foi dito] porque ela está sendo investigada”, afirmou a delegada.

O vídeo da agressão circula nas redes sociais desde o final da noite desta quinta-feira (19). A polícia vai analisar as imagens do vídeo postado e também de câmeras de segurança do local.

O Carrefour emitiu nota lamentando o caso e afirmando que deve responsabilizar os envolvidos tomando as medidas cabíveis.

Confira a nota na íntegra:

Sobre a brutal morte do senhor João Alberto Silveira Freitas na loja em Porto Alegre, no bairro Passo D’Areia:

O Carrefour informa que adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos neste ato criminoso. Também romperá o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão. O funcionário que estava no comando da loja no momento do incidente será desligado. Em respeito à vítima, a loja será fechada. Entraremos em contato com a família do senhor João para dar o suporte necessário.

O Carrefour lamenta profundamente o caso. Ao tomar conhecimento deste inexplicável episódio, iniciamos uma rigorosa apuração interna e, imediatamente, tomamos as providências cabíveis para que os responsáveis sejam punidos legalmente. Para nós, nenhum tipo de violência e intolerância é admissível, e não aceitamos que situações como estas aconteçam. Estamos profundamente consternados com tudo que aconteceu e acompanharemos os desdobramentos do caso, oferecendo todo suporte para as autoridades locais.

 





*Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal T5.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *